16 maio

Distribuir carinho em forma de obras literárias! O start aconteceu no campus I das Faculdades Network, em Nova Odessa, na noite dessa terça-feira (15/05). Um coletivo de artistas com o apoio dos atores do Caldeirão das Artes fez uma linda intervenção junto aos acadêmicos: distribuíram poesias. Com vestimentas antigas, damas e cavalheiros entregavam a cada universitário no hall de entrada da instituição uma poesia e um pacotinho com sementes de flor.

2

“Este é um projeto que se inicia aqui na Network, mas que será levado a outros locais com grande fluxo de pessoas. Nosso objetivo é realizar essas intervenções poéticas a fim de oferecer um pouco mais de beleza neste mundo cada vez mais tomado pelas preocupações, violência e sentimentos menos nobres”, explicou o artista e prof. das Faculdades Network, Luis Carlos Gonçalves.

A intervenção filosófico-poética contou com a doação de poesias de vários poetas e poetisas, entre eles, o próprio prof. Luis Carlos Gonçalves, Luiz Antonio da Silva, Camila Bonifácio, Lobo Alves, Cadu Lima, Ana Yassuda, Roberto Ferrari e Wesley Silva.

Para a CEO da Network, doutora Tânia Cristina Bassani Cecilio, todo apoio à cultura é bem-vindo. “Essa foi uma iniciativa brilhante que visa sensibilizar os estudantes sobre a importância da arte. E o mais gratificante é termos a participação de um professor universitário da nossa instituição num trabalho maravilhoso como esse. Parabéns ao grupo, parabéns prof. Luis Carlos”.

O Caldeirão das Artes é um espaço cultural que será inaugurado neste dia 19 de maio. E no próximo dia 24, a partir das 19h, o prof. Luis Carlos fará uma participação dentro do projeto Quintais do Saber. “O tema que vou discorrer será A Arte do Encontro, onde trago voz desde Dostoievsky até Asdrúbal, passando por Espinosa, Aristóteles, Rubem Alves, Adélia Prado, Cecília Meireles, entre outros”, comentou.

A inauguração do Caldeirão das Artes terá início às 15 horas deste sábado (19/05). O endereço é: Rua Antonio Jorge Chebab, 1.164 – Centro de Sumaré.

65

APRENDER A COSTURAR

Luis Carlos Gonçalves

Quero aprender a costurar… a costurar peles para que

pudessem se tornar um só corpo;

Quero aprender a costurar… a costurar corações para que

pudessem bater no mesmo compasso;

Quero aprender a costurar… a costurar almas para que

pudessem derrotar a morte;

Quero aprender a costurar… a costurar bocas para que

pudessem ser beijos e falas carinhosas;

Quero aprender a costurar… a costurar olhares para que

pudessem guiar para uma única direção;

Quero aprender a costurar… a costurar abraços para que

pudessem doar segurança e conforto;

Quero aprender a costurar… a costurar mãos para que

pudessem ajudar a levantar e a caminhar;

Quero aprender a costurar… a costurar aniversários para que  pudessem ser eternidades de encontros;

Queria aprender a costurar… a costurar futuros, mas dizem que pode isso só a Deus que pertence… o futuro, o aprendizado, a costura.

Que eu me faça linha e agulha.

 

A galeria de fotos está disponível na página do Facebook.